quinta-feira, março 22, 2007

Parto com orgasmo

Há partos de todos os jeitos, de cócoras, na piscina, natural, cesariana, com incenso, com música ao fundo, acompanhado pelo pai, filmado, fotografado... O humorista Ari Toledo gostava de lembrar da cesariana lusitana, em que o médico corta a barriga e empurra o bebê para baixo. De absurdo para absurdo eu ouvi essa semana falar em orgasmo no parto.

A coisa tem toda uma explicação científica. Devido à respiração cachorrinho (tipo em que a grávida inspira e expira rapidamente, parecendo estar sem fôlego) há o estímulo do corpo e parece que o andar da carruagem leva ao nascimento e ao êxtase. É engraçado porque normalmente o orgasmo é que causa a gravidez, e não o contrário. Tudo bem.

Embasbacado, resolvi então pensar mais filosoficamente no assunto, qual é o sentido do orgasmo no parto? Será que ele representa a despudorização do prazer? Ou será que tem mesmo a ver com todo aquele consumismo, a sociedade do prazer, em que quem não goza é um otário?

Politicamente poderíamos dizer que o orgasmo no parto é como comemorar a vitória dois anos antes da disputa eleitoral. O pleito sim, é dolorido e pode ser disputado de todos os jeitos possíveis e imagináveis, com ou sem assistência, natural ou cesarianamente e obviamente, com ou sem orgasmo. Talvez José Simão, o colunista da folha e Bandnews esteja correto. Nóis sofre mas nóis goza.

2 Comments:

Blogger José said...

Pare com isso. que história.

6:18 PM  
Anonymous Anônimo said...

Quanta insensibilidade e falta de informaçao! Achei extremamente grosseira a forma com que você abordou o tema "orgasmo no parto". Aqui para vc se informar melhor:
http://www.orgasmicbirth.com/

Também um vídeo:http://www.youtube.com/watch?v=h5bm9-B6Ec4

Enjoy it!

2:40 AM  

Postar um comentário

<< Home